Promoções em Destaque

Pesquisar Cultura por distrito
Cultura » Bragança » Geopark Terras de Cavaleiros

Desde 0 €


Geopark Terras de Cavaleiros

Rua Eng. Moura Pegado
R/C Centro Cultural
5340-302 Macedo de Cavaleiros
não disponível

 

O Geopark Terras de Cavaleiros é uma área geográfica bem definida, coincidente com os limites administrativos do Concelho de Macedo de Cavaleiros, com um importante património geológico ao qual se soma um grande património de biodiversidade, um notável património histórico-cultural, os produtos locais, a rica gastronomia e a arte de bem receber das suas gentes.

O singular Património Geológico dá a oportunidade de percorrer milhões de anos na história da Terra, despertando o interesse de geólogos de todo o mundo. O Património Natural é diferenciador, com paisagens deslumbrantes e preservadas, mantendo viva a identidade do povo, que conserva o segredo de tratar a terra, a mestria com que confeciona os seus pratos e o carinho com que acolhe aqueles que o visitam.

O Geopark Terras de Cavaleiros assume um papel proativo no sentido de estimular o turista a viver experiências gratificantes, que o façam tornar-se num protagonista ativo e não um mero observador da paisagem. Contribui para a afirmação deste como um destino geoturístico de excelência, que proporciona vivências científicas, educativas e culturais, onde todas as vertentes desta abordagem contribuam para o desenvolvimento sustentável do território, mantendo intactas as suas características naturais e a autenticidade das suas gentes.

 

Clima

O território do Geopark Terras de Cavaleiros encontra-se em pleno planalto transmontano, com altitudes dominantes compreendidas entre 400m e 800 m, tendo a norte a Serra de Nogueira (1320 m), ao centro a de Ala (844m) e a do Cubo (777m), a sul a Serra de Bornes (1199 m) e, a Este, o Monte de Morais(750m), uma região de transição da Terra Fria planáltica para a Terra Quente do Tua e Douro Superior, onde ocorrem Invernos e Verões com características intermédias.

Na sua maioria, o concelho não apresenta o caráter de montanha e clima agreste da Terra Fria, mas também não atinge as temperaturas elevadas da Terra Quente. Esta região possui invernos prolongados e verões curtos e quentes, com ocorrência de geadas de Outubro a Maio (Mendes, 2005).

A precipitação média anual varia entre os 700mm e os 1000mm, irregularmente distribuídos ao longo do ano.

As condições climáticas e a fertilidade do solo fazem do concelho um bom produtor de excelentes vinhos, cereais, carne de bovino, ovino e caprino, azeite e castanha.

Nove meses de Inverno e três de Inferno. A gíria popular caracteriza assim o clima Transmontano, todavia o concelho de Macedo de Cavaleiros é marcado por ecossistemas de cariz mais mediterrânico, ora mais atlântico, visto encontrar-se na zona de Transição entre a Terra Quente e a Terra Fria, sofrendo influências marginais de ambos. É assim que Carlos Alberto Santos Mendes caracteriza o clima desta região. (2005:19)

 

Cultura

A identidade cultural é evidenciada pela preservação de tradições, das riquezas da gastronomia, dos produtos regionais e das memórias do povo. São diversas as associações do concelho que asseguram formas de arte, como a dança, o teatro ou a música.

O Centro Cultural é o polo da cultura macedense, oferecendo uma programação diversificada – teatro, música, dança e exposições - pensada para a população, e protagonizada por artistas locais, regionais e de âmbito nacional.
Eventos como as Feiras da Caça e do Turismo e a Feira Empresarial de S. Pedro, o Entrudo Chocalheiro, o Recordar das Tradições com a Ceifa e Malha em Morais e o Festival Internacional de Música Tradicional, são ótimos cartões de visita.

O território do Geopark Terras de Cavaleiros tem também uma dinâmica invejável ao nível dos Grupos Culturais: AJAM -  Associação Juvenil dos Artistas Macedenses; Associação Potrica – Grupo de Acção Cultural do Nordeste Transmontano; Banda 25 de Março; Banda de Latos de Bagueixe; Banda Filarmónica do Brinço; Bombos de Ala; Caretos de Podence; Fanfarra de Vale da Porca; Grupo Cantarolar; Grupo Coral Macedense; Grupo Cultural e Recreativo da Casa do Povo de Macedo de Cavaleiros; Grupo de Cantares da Casa do Professor; Grupo de Cantares Tradicionais das Arcas; Grupo de Teatro de Morais; Grupo Mira Bornes; Grupo Toca a Bombar; Pauliteiros de Salselas; o Grupo de Jovens MIC (Marianos da Imaculada Conceição).

A conhecer: Centro Cultural, Museu do Mel e da Apicultura, Museu de Arte Sacra e Museu Municipal, o futuro Museu de Arqueologia, o Museu Rural de Salselas, a Casa do Careto, o Real Filatório de Chacim, o Núcleo Museológico do Azeite “Solar dos Cortiços”, Museu Religioso do Convento de Balsamão, Pelourinhos, Grupos Culturais do concelho o Laboratório de Artes da AJAM, e um espaço de teatro em Morais.

 

Gastronomia

Macedo de Cavaleiros conquista pelos paladares e cheiros únicos da sua cozinha. Aqui encontra uma gastronomia rica e variada, exemplo da verdadeira essência da alma transmontana.

Reúna a família e parta para uma viagem ao interior da terra com mil e um sabores dos produtos regionais do Território do Geopark Terras de Cavaleiros, e brinde a momentos inesquecíveis, com vinhos e azeite devidamente reconhecidos.
Destaque para o Festival Gastronómico do Grelo que durante os dias de Carnaval decorre nos restaurantes do Território.

A arte de fazer e curar o fumeiro, de cozinhar ao lume e de conservação dos produtos, são técnicas ancestrais que perduram no nosso território.

A saborear:  Pratos de Caça, Posta e Fumeiro com grelos, Cabrito e Bacalhau assados, Casúlas secas com butelo, azeite, vinhos, arroz doce, pudim de castanha, rosquilhas e mel.

 

O que fazer e visitar?

Praias Fluviais

  • Praia da Fraga da Pegada (Galardoada sucessivamente com a Bandeira Azul e reconhecida como praia acessível)
  • Praia da Ribeira  (galardoada como as 7 maravilhas praias de Portugal)

Percursos Pedestres e Cicloturismo

A pé ou de bicicleta, parta à descoberta de um território apaixonante e inspirador! Aventure-se nos cerca de 180 km de percursos sinalizados, indo de encontro a um imenso património natural, histórico, cultural e contactando com a autenticidade das gentes que se orgulham de bem receber.

Actividades Desportivas

  • Asa Delta e Parapente
  • Caça e pesca
  • Ciclismo e BTT
  • Desportos Motorizados e Todo-o-Terreno (Clube Azibo Aventura)
  • Hipismo (Centro Hípico de Grijó)
  • Motocross (Pista de Provas em Lamas)
  • Orientação e escalada
  • Pedestrianismo e montanhismo (Serra de Ala, Serra de Bousende, Serra de Bornes, Monte de Morais, Vales do Azibo (Olmos e Chacim), Vale do Sabor (Lagoa), mata de árvores exóticas e maciço de medronheiros (Vilar do Monte))
  • Remo, canoagem, vela e windsurf (Pavilhão de Apoio aos Desportos Náuticos – Azibo)
  • EcoparK Azibo

Cursos e Workshops

  • Curso de Identificação e Conservação de Cogumelos Silvestres
  • Curso de Identificação de Orquídeas Silvestres
  • Observação de aves (birdwatching)

Ciência Viva

  • Geologia no Verão
  • Biologia no Verão
  • Astronomia no Verão

Festas, Feiras e Mostras

  • Entrudo Chocalheiro (Fevereiro)
  • Rural Arcas (Fevereiro)
  • Festival de Tunas (Maio)
  • Macedo Mostra (bienal em Maio)Jornadas da Primavera (Maio)
  • Feira de S. Pedro (Junho)
  • Feira da Caça e do Turismo (último fim-de-semana de Janeiro)
  • Feira de Antiguidades e Velharias (Agosto)
  • Festival Internacional de Música Tradicional (primeiro fim-de-semana de Setembro)
  • Feira do Azeite e da Caça (bienal em Outubro)
  • Feira das Cebolas (Chacim)
  • Feira do Azeite e do Figo (Lombo, Outubro)
  • Feira do Folar (fim-de-semana antes da Páscoa)
  • Feira da Castanha (Novembro)
  • Festa Transmontana do Emigrante (Agosto)
  • Festa das Ceifas e Malhadas em Morais (Junho)
  • Festas de Agosto
  • Festividades do Natal e as suas fogueiras
  • Festas de Fim d’Ano


Como chegar

O Geopark Terras de Cavaleiros tem uma excelente rede viária tanto de ligação como no interior do território. O território do Geoparque Terras de Cavaleiros coincide com os limites do concelho de Macedo de Cavaleiros, com uma área de 699,2 km2 de superfície, distribuídos por 30 freguesias. Macedo de Cavaleiros fica por estrada a 44 km de Bragança, 181 km do Porto e 505 km de Lisboa. A nível Ibérico a distância às cidades espanholas mais próximas e importantes é de 149 km a Zamora, 221 km a Salamanca, 248 km a Valladolid, 294 km a Vigo e 401 km a Madrid.

A Auto-Estrada Transmontana (A4) e o Itinerário Principal nº2 (IP2), são as principais vias de ligação ao território.


Valide o seu pedido de informação, através do sistema
anti-spam, clicando no botão acima.